O campo nome deve ser preenchido!

Fechar

Enviado com sucesso.

Cíntia Lopes

Fale Conosco

(47) 99965 8533

Receba nossas informações

Artigos

Os 4 problemas mais frequentes nas empresas

Cíntia Lopes e Denise Ayres

Desmotivação, conflitos no trabalho, atrasos e baixa produtividade são problemas comuns nas empresas. Muitos gestores gastam milhões de reais em tecnologia, máquinas e infraestrutura, mas se recusam a investir em treinamentos e qualificação de seus colaboradores. Essa visão limitada tem sido um grande obstáculo ao crescimento das empresas brasileiras. Então, vamos apresentar alguns dos principais desafios que temos diagnosticado nas organizações.                                                         

Ruído na comunicação - o papa da administração, Peter Drucker, já havia observado que 60% dos problemas das empresas são de comunicação. A falta de informação básica para o trabalho do dia a dia e o isolamento dos diversos setores acarretam prejuízos, conflitos e retrabalho. Outro agravante são as informações fragmentadas que levam a mal entendidos, e isso sem falar nos e-mails mal escritos que geram interpretações erradas.

Falta de comprometimento – clima organizacional ruim, salário abaixo do que se espera, pressão para bater metas e falta de reconhecimento levam à desmotivação. Os sinais do descomprometimento logo aparecem: atrasos, faltas, desorganização, conflitos com os colegas, tarefas pela metade e a baixa produtividade.

Indisciplina – o mundo do trabalho está muito mais flexível. Por outro lado, os colaboradores são mais resistentes em seguir normas e muitas vezes se comportam de maneira inadequada. É comum ver os gestores reclamarem de atrasos, fofocas e enrolação durante o expediente. Cerca de 80% dos funcionários perdem de uma a três horas por dia sem produzir nada. O horário de trabalho é usado para checar e-mails pessoais, enviar torpedos e acessar redes sociais.

Ausência de feedback – muitos colaboradores não sabem o que é esperado deles. Agem de forma insegura e sem direção porque a liderança, em vez de acompanhar e dar informações sobre o desempenho da equipe, acaba se omitindo. Quando arriscam dar feedback, os gestores criticam e ameaçam os colaboradores que acabam confusos e acuados com medo de retaliações.

É importante destacar que esses problemas são de ordem comportamental e podem ser melhorados por meio de treinamentos. O ativo mais importante de qualquer empresa são as pessoas, por isso, valorizar, qualificar e desenvolver talentos é o grande diferencial no mundo competitivo. Colaboradores motivados produzem três vezes mais e todos ganham: o trabalhador, a empresa e a sociedade.

Voltar Enviar Imprimir